Mais lidos

quarta-feira, 23 de fevereiro de 2011

Fari, vizinho de Zainab , ajuda a apagar o "fogo" (no círculo vermelho)
A proprietária da casa, Zainab Sulaiman, 73, disse que a incidência do "fogo espiritual" tinha abrandado um pouco, depois das orações oferecidas pelos ulemás, que ainda foram por quatro vezes na residência.
O fenômeno misterioso aconteceu novamente durante o dia por mais de vinte vezes, cinco dos quais ocorreram quando o jornal Sin Chew Daily fazia uma entrevista no local.

O arroz branco durante a noite foi arruinado com molho doce, provavelmente o trabalho de alguns "diabinhos"
Zainab Sulaiman reclamou que sua família não tem ideia de como apagar os "incêndios" e que não poderá aproveitar as roupas queimadas.
"Nós não vamos ter mais nenhuma roupa para vestir. O que devemos fazer agora?" perguntou.
O "fogo espiritual" queimou as roupas, estragou a comida, acendeu o fogão a gás, e queimou os novos uniformes escolares e véus das netas de Zainab, Nur Fartili de 11 anos, e Wan Nurfatifa de 13 anos, impedindo-as de ir à escola.

Zainab aponta o fogão que queima espontâneamente
Os incidentes duraram 13 dias e muitos "mestres supremos" foram consultados, inutilmente.

Mais de dez ulemás não conseguiram apagar o "fogo"
Zainab não consegue entender por que o estranho fenômeno ocorre em sua casa, que foi construída em um terreno pertencente à Secretaria dos Assuntos Islâmicos, onde estava vivendo em paz há mais de três décadas.
Ela está preocupada que o "fogo espiritual" provoque incêndios reais que possam causar danos à sua casa e a de seus vizinhos. Como resultado, ela está em casa há 13 dias, porque tem receio que um evento desastroso aconteça no momento em que esteja fora de casa.
 Fonte: My Sin Chew

Copyright © Isso dá Medo - KYLE